Posts

5 lições de cultura e liderança que aprendi na Zappos

Em minha trajetória como empresário, sempre procurei estudar e compreender o segredo de empresas que crescem exponencialmente. E a Zappos, para mim, foi a maior referência de cultura de todas as organizações que conheci.  

 

A partir de minha vivência no Camp de Cultura da empresa, pude entender a importância de fortalecer a cultura e a liderança para estar à frente no mercado. Por isso, hoje vim compartilhar algumas das lições que aprendi na Zappos. Aproveite a leitura!

 

Um pouco sobre a Zappos

A Zappos é um e-commerce americano de sapatos que vem revolucionando o mundo do varejo. A empresa é um dos maiores cases de sucesso no atendimento ao cliente e é conhecida mundialmente por sua cultura organizacional.

 

Um dos maiores focos da Zappos é gerar uma experiência extraordinária para seus consumidores, entregando o melhor serviço através do “UAU” (explico isso um pouco adiante). 

 

Assim como Uber, Netflix, Amazon, Spotify e outras empresas, a Zappos é uma organização de crescimento exponencial. De 2000 a 2008, a empresa teve um faturamento de mais de 1 bilhão de dólares e, atualmente, possui mais de 1.500 colaboradores. 

 

Mas a Zappos é uma organização diferente de tudo o que já vi. Além de ter um ambiente totalmente autêntico e um clima familiar e descontraído, pode ser considerada muito mais como uma empresa de atendimento ao cliente do que de sapatos.

 

Tudo se resume à experiência

Na Zappos, tudo se resume à experiência. Isso porque conquistar o cliente e proporcionar uma vivência que vá além da compra é o objetivo maior. Afinal, clientes satisfeitos têm mais probabilidade de permanecerem clientes fiéis e fãs da marca.

 

O que Tony Hsieh, CEO da empresa, identificou desde cedo, é a peça primordial para o sucesso da Zappos. Tony sempre quis que a Zappos fosse uma empresa muito mais reconhecida pela qualidade de seu serviço do que pelos sapatos que comercializa.

 

E isso faz sentido quando pensamos que qualquer um pode vender sapatos, enquanto poucos podem fazer isso de uma forma humanizada e surpreendente

 

Dessa forma, a Zappos tem um propósito forte e que norteia toda a organização: viver e entregar UAU! E sobre isso, existem diversos exemplos, mas quero compartilhar a minha experiência na Zappos. 

 

Estive em Las Vegas para conhecer a empresa e logo em um dos primeiros momentos, todos os visitantes se apresentaram, disseram sua comida preferida e mais algumas curiosidades sobre si. Para mim, era um momento de apresentação comum. 

 

Mas a Zappos sabe encantar as pessoas como ninguém e, passadas as atividades da manhã, chegou a hora do almoço e lá estavam meus dois pratos favoritos, exatamente dos restaurantes que eu havia mencionado anteriormente. UAU

 

E não é apenas presencialmente que a Zappos entrega o UAU. Diferentemente de um call center comum, a empresa valoriza e recompensa os colaboradores que mantém a ligação de maior tempo com o cliente, simplesmente por serem capazes de criar conexão. 

 

Outro caso muito legal foi uma cliente que comprou um sapato na Zappos, mas teve o calçado todo mordido por seu cachorro. A Zappos ficou sabendo do ocorrido e enviou outro par para a cliente e mais um ossinho para o cachorro, sem pedir nada em troca. UAU!

 

São pequenas atitudes que fazem toda a diferença e tem o poder de fidelizar os clientes e recrutar verdadeiros admiradores e fãs da marca. Percebe que não tem tanto a ver com sapatos, afinal?

 

Lições de cultura e liderança que aprendi

Assim, a Zappos tem como objetivos primordiais surpreender os clientes, entregar além do esperado, criar vínculos de amizade com os cliente e auxiliar para que encontrem o que procuram, mesmo quando não possuem o produto. 

 

E a partir de tudo o que vi e estudei sobre essa organização, aprendi 5 lições principais quando o assunto é formar uma empresa forte, com pessoas felizes e clientes satisfeitos. São elas:

 

1- O propósito é a bússola da organização

A Zappos tem muito forte o propósito de entregar o UAU e, por isso, existe uma unidade extraordinária na hora das entregas. Isso me fez perceber que, quando toda a equipe visualiza sentido em seu trabalho, as atividades são feitas da melhor forma. 

 

Dessa forma, a clareza de propósito é essencial para guiar toda a organização em direção ao mesmo objetivo. 

 

2- Cultura é uma vantagem competitiva

Não é segredo que a Zappos possui uma das cultura mais fortes do mundo corporativo. O que aprendi sobre isso foi que a cultura, muitas vezes, é negligenciada, mas é a peça-chave para que a organização seja forte e perene. 

 

A maioria das organizações não dá a devida importância para a cultura, focando em resultados e processos e apenas aceitando o que “surge” disso. As empresas que visualizam a importância da cultura têm, portanto, uma vantagem competitiva. 

 

3- Recrutar é uma das etapas mais importantes

Um dos processos de onboarding mais longos que já vi foi o da Zappos, que conta com 5 fases. A empresa realmente acredita que demorar para contratar uma pessoa é extremamente importante, para identificar se existe fit cultural ou não. 

 

Recrutar as pessoas certas é o que garante que a organização continue funcionando como deve. Por isso, a Zappos busca não apenas por habilidades técnicas, mas adequação cultural e alinhamento de valores. 

 

4- Alinhamento e autonomia devem caminhar juntos

A Zappos compreendeu que, para ter uma organização realmente inovadora, era preciso atrelar alinhamento e a autonomia, criando uma cultura colaborativa. Muitas organizações têm alto alinhamento e baixa autonomia, ou vice-versa.

 

Por isso, há algum tempo, a empresa vem mudando a sua estrutura para a Holocracia. Nessa dinâmica de trabalho, as pessoas são valorizadas por suas habilidades e atitudes, e não por seu cargo hierárquico. 

 

5- Reconhecimento e performance estão atrelados

Por fim, é preciso reconhecer todo o trabalho realizado. A Zappos faz isso de uma forma bem dinâmica e divertida, afinal, uma organização não funciona sem pessoas e as conquistas devem ser reconhecidas e recompensadas. 

 

A satisfação dos funcionários deve sempre ser levada a sério, porque colaboradores felizes possuem mais engajamento e, consequentemente, mais performance. 

 

O que você pode fazer diferente?

Pensando em tudo o que a Zappos representa para o mercado, quero que pense em sua organização agora. É claro que, no dia a dia da empresa, a maioria das coisas é realizada de uma forma e, muitas vezes, isso dá certo. Mas será que é possível ir além?

 

A Zappos me deu a lição de que é possível ser uma empresa que surpreende não apenas em seus resultados, mas na própria vivência das pessoas, sejam clientes ou colaboradores.

 

Brinco que as pessoas que trabalham na Crescimentum ficam assustadas quando volto de organizações assim, porque retorno querendo reestruturar muitas coisas. Mas é sempre saudável se inspirar em outras empresas para aprimorar a sua!

 

Com esse artigo, quis destacar a extrema importância de darmos uma atenção especial à cultura e liderança, a fim de garantirmos a própria sobrevivência de nossas organizações em um mercado altamente competitivo e instável. 

 

A partir dessas reflexões, construí uma palestra, juntamente com meus sócios, Paulo Alvarenga (P.A.) e Renato Curi. Nela, discutimos exatamente como criar uma cultura de liderança de alta performance capaz de guiar a organização e exponencializar resultados. 

 

Clique aqui para assistir gratuitamente ao conteúdo e transformar o seu negócio!

 

Por Arthur Diniz, CEO e fundador da Crescimentum